Nota Fiscal Tradutores - mulher de óculos sorri ao escrever

Tradutor: você sabe como emitir nota fiscal para o exterior?

Emitir nota fiscal é uma das atividades mais comuns no mundo dos negócios, e envolve um dos documentos mais importantes quando se trata da comercialização de serviços e produtos.

A emissão da nota fiscal e recibos no Brasil, é mais que uma obrigação para qualquer empresa ou profissional que trabalhe de forma autônoma ou liberal, principalmente se houver a exigência do cliente. Quando o assunto é prestação de serviços para o exterior, a situação não é diferente; ou seja, é preciso mostrar que tudo ocorreu na legalidade.

Sabemos que, muitas vezes, esse tipo de demanda também surge para você, que atua como tradutor. Portanto, para ajudá-lo com essa questão, preparamos este guia com um passo a passo simples de como emitir nota fiscal para os seus clientes do exterior.

Continue acompanhando e descubra!

Por que é importante emitir nota fiscal?

Antes de explicarmos o passo a passo, vamos esclarecer rapidamente a importância de fazer a emissão da nota fiscal. Conforme já falamos, trata-se de um dos documentos que garantem a legalidade de uma transação comercial.

Para quem ainda não sabe, a tributação de um negócio inicia na nota fiscal. Ou seja, no seu caso, ela será a prova de que você paga os seus impostos de forma correta, o que é uma obrigação para todos os empreendedores no nosso país, independentemente se o serviço foi prestado para um cliente local ou que reside no exterior.

Além disso, emitir a nota fiscal gera mais credibilidade e garante a total confiança do cliente em relação aos seus serviços. Esse recurso também é o que fornece segurança para caso de ocorrência de algum problema no futuro.

Quando se trata de clientes do exterior, eles podem ser ainda mais exigentes. Afinal, estarão contratando um serviço que não está ao alcance de modo tão fácil quanto alguém que mora na mesma região. Por isso, a nota fiscal é o mínimo que estes clientes podem exigir.

Como emitir nota fiscal para o exterior?

Agora que você já sabe o quão importante é emitir nota fiscal para os seus serviços prestados como tradutor a clientes do exterior, vamos apresentar o passo a passo para a emissão.

Tenha em mente que o processo contém algumas diferenças quando comparado com a emissão da nota para clientes que residem no Brasil. Acompanhe e saiba o que fazer:

1. Obtenha um CNPJ

Em primeiro lugar, é preciso que você tenha um CNPJ para conseguir emitir a nota fiscal. Se já tiver o registo, pode pular para o passo 2. Caso contrário, sugerimos fortemente que busque a formalização, pois só assim poderá fazer a emissão.

Pesquise sobre modelos de empresa que sejam mais viáveis para a sua realidade. Como sugestão, recomendamos o formato de microempresa de serviço. .

2. Faça o cadastro do cliente

Pois bem, chegou o momento de começar o processo de emissão da nota fiscal para o cliente que residente no exterior. A primeira etapa é realizar o cadastro, de forma que ele fique armazenado no seu sistema de emissão de notas fiscais.

Acesse o sistema, selecione o menu que indica essa ação e realize o cadastro completo, preenchendo com todas as informações exigidas. Não se esqueça de selecionar a categoria que indica que o cliente é do exterior.

3. Preencha os campos do destinatário

Agora, chegou o momento de confecção da nota. Portanto, selecione o cliente que você acabou de cadastrar no sistema e atente-se para preencher os campos corretamente.

Na identificação da nota fiscal, defina o seu valor como ‘1’ para indicar que o tipo de operação é relativo a prestação de serviço para o exterior. Depois, na identificação do destinatário, é necessário preencher os campos da seguinte forma:

  • deixe o ‘CNPJ’ e ‘CPF’ em branco;
  • coloque o valor ‘9999999’ no campo do código do município;
  • o nome do município deverá ser “EXTERIOR”;
  • o campo UF deverá ser “EX”;
  • consulte a tabela do Banco Central do Brasil para consultar qual é o código do país;
  • deixe o campo da Inscrição estadual em branco.

Repita o procedimento acima para os campos que se repetem — nas seções que identificam o Local de Retirada e o Local de Entrega na nota.

4. Preencha os dados do serviço prestado

Está na hora de informar, na nota, qual ou quais foram os serviços prestados. Segue a lista com os itens:

  • nome do serviço;
  • quantidade de serviços prestados;
  • o valor unitário de cada serviço contido na nota;
  • o valor total da venda.

Simples, não?

5. Cuidado ao informar o campo CFOP

Um item importante da nota fiscal é o campo CFOP, que é a sigla para Código Fiscal de Operações e Prestações. Ele diz respeito às entradas e saídas de produtos ou serviços entre as cidades e os estados do país, e também pode ser chamado de natureza de operações.

Por meio do CFOP, é possível saber quais impostos serão recolhidos na nota fiscal. Para a prestação de serviços para clientes do exterior, esse campo deverá ser preenchido com um número que se inicia com o dígito 7. Há uma variedade de códigos, por isso, é bom consultar a tabela na página da SEFAZ.

6. Gere a nota fiscal

Antes de gerar a nota fiscal, é importante que você verifique se todos os campos foram preenchidos corretamente. Após esse processo, basta fazer a transmissão da nota para a Receita Federal — lembrando que, para realizar isso, é preciso que você conte com o recurso do certificado digital.

Por fim, trazemos uma informação importante: o Brasil é um país que concede incentivos fiscais para a exportação. Então, não há tributação nesse tipo de nota.

Viu como emitir nota fiscal é mais fácil do que parece? Pois bem, seguindo esse passo a passo, você dificilmente encontrará problemas para realizar esse processo que é tão benéfico para os profissionais e seus clientes!

Agora, o que acha de ficar por dentro das nossas novidades? Basta assinar a nossa newsletter para garantir o recebimento dos próximos conteúdos!


Comentários: