Homem sorrindo confiante em entrevista com uma mulher

Regulamentação profissional: como funciona para profissional liberal?

A regulamentação profissional ainda é um tema que gera dúvidas na mente de muitas pessoas, especialmente no caso dos profissionais liberais. Até hoje, nem sempre é fácil reconhecer as vantagens que ela pode proporcionar.

Pensando nisso, o nosso objetivo com este artigo é mostrar a importância dessa regulamentação, bem como as principais benefícios que os profissionais devidamente registrados em seus respectivos órgãos podem usufruir. Acompanhe e entenda!

Quem são os profissionais liberais?

Basicamente, os profissionais liberais são pessoas que têm formação em nível universitário, médio ou técnico, e que exercem determinadas atividades previstas pela legislação. Essas atividades, portanto, são regulamentadas e fiscalizadas por órgãos chamados de entidades de classes.

Cada tipo de profissional liberal terá suas atribuições regulamentadas por um desses conselhos. Para entendê-los mais claramente, confira alguns profissionais que podem ser liberais, e seus respectivos conselhos:

  • advogado — Ordem dos Advogados do Brasil (OAB);
  • contador — Conselho Regional de Contabilidade (CRC);
  • engenheiro — Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA);
  • educador físico ou personal trainer — Conselho Regional de Educação Física (CREF);
  • administrador — Conselho Regional de Administração (CRA).

Como podemos ver, uma característica marcante em todo o profissional liberal é o desempenho de atividades intelectuais. Ou seja, seu trabalho está mais relacionado às questões técnicas do que a execução efetiva e prática de determinadas tarefas.

Esse profissional pode atuar individualmente ou abrir uma empresa. Dessa forma, é possível prestar serviços para várias pessoas e outros negócios. Ele também responderá perante os seus trabalhos na esfera cível e até criminal, caso falte com a devida responsabilidade em suas atribuições.

Diante disso, para que um profissional liberal desenvolva as suas atividades com mais segurança — e, principalmente, qualidade — é necessário que ele se registre em seu respectivo conselho de classe, caso exista. Mas isso será assunto para o nosso próximo tópico.

Como funciona a regulamentação profissional?

Antes de qualquer coisa, é necessário buscar o seu conselho de classe. Certamente, quando você estava estudando para se formar na profissão que exerce, esse órgão lhe foi apresentado. Alguns deles oferecem cursos, palestras e treinamentos com o objetivo principal de mostrar a sua importância para o profissional liberal.

Os conselhos de classe são bem amplos e abrangem todo o tipo de atividade dentro daquela formação. Certas atividades ainda não têm um conselho específico, mas é possível registrar-se em uma área equivalente, caso você tenha a formação necessária e exigida.

Então, ao se registrar e tornar-se um profissional regulamentado, você poderá perceber uma série de benefícios — entre eles, o reconhecimento do seu trabalho como uma profissão e, consequentemente, o respeito por parte da sociedade, além de pisos salariais, cursos, treinamentos e palestras.

Os eventos organizados pelas entidades regulamentadoras também são uma excelente alternativa para fazer networking e conhecer outros profissionais. Geralmente, desses encontros surgem parcerias e oportunidades de trabalho, além de amizades que podem lhe ajudar muito em algum momento de dúvida ou dificuldades.

Quais são os principais benefícios de ser um profissional liberal regulamentado?

Bom, entendida a importância da regulamentação profissional, vejamos agora as principais vantagens que uma pessoa que exerce atividade de forma liberal, e que é registrada em seu conselho de classe, pode obter:

Maior flexibilidade de horários

O profissional liberal é o dono do seu próprio horário. Se percebe que determinada tarefa demandará mais tempo em seu expediente, ele fica o período necessário para concluí-la; da mesma forma, se em algum dia o trabalho está mais tranquilo, ele pode perfeitamente chegar mais tarde.

Ele é o seu próprio gerente e faz o seu tempo de acordo com sua disponibilidade e demanda de trabalho. Isso, sem dúvidas, é o que mais enche os olhos das pessoas que têm vontade de atuar como um profissional liberal.

Entretanto, como dissemos, é necessário que você seja regulamentado e, principalmente, que não permita que essa liberdade de tempo prejudique a qualidade e a presteza dos seus serviços. Afinal, você não vai querer ser conhecido como um profissional que atrasa suas entregas.

Possibilidade de ganhos maiores

O profissional liberal também pode ter ganhos maiores. Para entender essa afirmação, vamos compará-lo a um funcionário de uma pequena empresa: ele terá o seu salário sempre caindo em sua conta, independentemente da sua dedicação e produtividade.

Esse profissional ganhará mais somente se o seu superior lhe der um aumento, o que geralmente é muito difícil de ocorrer — e quando acontece, tem percentuais pequenos. Os liberais, no entanto, podem obter ganhos maiores trabalhando mais.

De acordo com a demanda da sua área de atuação, ele pode assumir mais tarefas e, consequentemente, aumentar os seus ganhos. Dessa forma, o seu retorno financeiro estará diretamente ligado à sua capacidade de realizar diversos trabalhos.

É importante mencionar, ainda assim, que o profissional liberal regulamentado atua sobre os olhares clínicos dos seus órgãos de registro. Caso suas atividades estejam sendo realizadas em desacordo com a Lei ou alguma norma específica, ele poderá responder perante a justiça. Portanto, antes de ganhar mais dinheiro, ele tem sua responsabilidade com o seu cliente.

Mais tempo para aprender sobre sua profissão

Além de fazer o seu próprio tempo, o profissional liberal — desde que esteja regulamentado — também poderá reservar parte do seu dia para aprender mais sobre a sua área de atuação, estudando os cursos, palestras e treinamentos oferecidos pelo seu conselho de classe ou órgão de registro.

Assim, ele pode melhorar sua performance, conquistar mais clientes e, consequentemente, obter mais ganhos em sua profissão.

A regulamentação profissional proporcionará todos esses benefícios, tudo sempre voltado ao melhoramento e crescimento da atividade desenvolvida. Afinal, esses órgãos são constituídos por pessoas que também atuam na mesma área que a sua, logo, também estão interessados no crescimento da profissão.

Enfim, agora que você entendeu a importância e as vantagens da regulamentação profissional, não deixe de procurar o seu conselho ou órgão de registro para regularizar as suas atividades! Isso garantirá que você aproveite todos os benefícios vistos até aqui.

E aí, gostou deste artigo? Então, que tal continuar aprendendo sobre esse assunto? Aproveite para ler também sobre como um profissional liberal ou autônomo pode comprovar a sua renda!

Autor Contsimples Fransico

Francisco Melo Jr.

Contador especializado em micro e pequenas empresas com 20 anos de experiência.
Head de Contabilidade da ContSimples, dedica seu tempo a descomplicar a contabilidade e a escalar montanhas por aí.



Comentários: