Fintechs: elas vieram modernizar o mundo das finanças

Fintechs: elas chegaram para modernizar o mundo das finanças

Com o passar dos anos, as necessidades das empresas e das pessoas mudam. Sempre com muita urgência, essa transformação pede inovações, tecnologias simples e rápidas que facilitem nossas vidas – bons exemplos são Uber, Waze, iFood e Airbnb. É um movimento constante que afeta todos os setores da sociedade, inclusive o mercado financeiro, que, cada vez mais, abre as portas para as chamadas fintechs.

O que é uma Fintech?

Nomeadas pela junção das palavras “finanças” e “tecnologia”, as fintechs são startups inovadoras, que podem ser utilizadas em diversas operações. Grandes companhias do mercado financeiro já oferecem serviços digitais que permitem fazer investimentos, empréstimos, contratar seguros, evitar fraudes em transações bancárias, entre muitas outras movimentações.

Quantas Fintechs fazem parte da sua rotina?

O mercado financeiro, no entanto, não é o único que pode ser auxiliado por essa modalidade: as fintechs são capazes de possibilitar, por exemplo, que lojistas efetuem pagamentos eletrônicos e produzam contratos on-line. Trazendo ainda mais para o cotidiano das pessoas, inúmeros aplicativos de smartphones que possibilitam pagamentos, transferências e a contratação de cartão de crédito em poucos minutos – alguns anos atrás, tínhamos que ir ao banco e enfrentar toda a burocracia de documentos e assinaturas.

São ferramentas simples, intuitivas e que estão ao alcance das nossas mãos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Todas essas vantagens fazem com que as startups das finanças tenham uma nova relação com o cliente e proporcionem experiências, até pouco tempo, inimagináveis. Outro diferencial é que, por já terem nascido no mundo digital, elas normalmente oferecem soluções por um preço mais baixo que as empresas tradicionais. Como exemplo dessa economia, podemos citar o popular cartão de crédito Nubank, gerenciado por um aplicativo de celular e isento de tarifas, quebrando paradigmas do sistema bancário tradicional.

As Fintechs vieram para ficar

O fato é que as fintechs mostram às empresas tradicionais que é preciso se atualizar sempre para não ficar para trás no mercado. Aos empresários e gestores, deixo uma velha máxima: mantenham seu processo simples, busquem novas tecnologias e estejam certos de que, se vocês não buscá-las, alguém, em algum lugar, os substituirá rapidamente, de forma mais econômica, rápida e melhor.

Em breve, um novo player chegará ao mercado com uma solução para quem precisa de fluxo de caixa, uma forma de incrementar o seu negócio. Aguardem!

Autor convidado: Alexandre Góes – Diretor de Meios de Pagamentos


Comentários:

×