6 dicas incríveis de contabilidade online para startups

6 dicas incríveis de contabilidade para startup

Startups são empresas que estão começando no mercado e se diferenciam das demais por contarem com um modelo de negócio moderno e diversificado. Neste artigo, vamos tratar de um tema bem conhecido no meio empresarial tradicional, mas aplicado a essas empresas inovadoras: a contabilidade para startups.

Empresas jovens e com características distintas dos empreendimentos tradicionais, ocupam cada vez mais espaço no meio empresarial e no mercado como um todo. Essa mudança no cenário mercadológico trouxe à tona a discussão sobre como modelos de trabalho tão tradicionais — como a contabilidade — deveriam adequar seu atendimento ao perfil das startups.

A assessoria de um contador é imprescindível para qualquer negócio, e esse assunto já está superado. A questão é como realizar uma abordagem atual para empresas com um perfil diferente, como é o caso de uma startup.

Neste artigo, você vai descobrir dicas incríveis de contabilidade para startup e vai conhecer a sua importância para o negócio. Além disso, verá como a contabilidade pode revolucionar ainda mais a sua empresa.

1. Registre e administre os incentivos e investimentos da startup

A primeira dica contábil direcionada especificamente para o público das startups trata do controle e gestão de informações sobre incentivos e investimentos da empresa.

Tanto o capital quanto o próprio dinheiro do empreendedor que inicia sua jornada em uma startup podem vir de diversas fontes:

  • investimentos coletivos (crowdfunding);
  • investidores-anjo;
  • venture capital;
  • subvenções;
  • bolsas;
  • editais públicos etc.

Para ter um controle regular e realizar o correto recolhimento de impostos e demais tributos atrelados ao negócio, é imprescindível que a empresa mantenha um acompanhamento rigoroso e bem organizado das informações sobre todo capital injetado na empresa.

Nesse aspecto, o contador tem a função de orientar e auxiliar na organização dessas informações e no processamento de possíveis obrigações tributárias e fiscais vinculadas às empresas.

2. Tenha o controle completo da gestão financeira

Independentemente do perfil, tamanho ou objetivo da empresa, a gestão financeira é um processo que permite ao empreendedor conhecer, controlar, gerir e prever o futuro do seu negócio.

Um gestor tem condições de mapear a realidade da sua startup e acompanhar o seu crescimento com mais segurança e precisão nas informações financeiras, com o auxílio de:

  • um bom processamento de informações financeiras;
  • um sistema adequado, corretamente utilizado;
  • uma assessoria profissional do ramo contábil.

Nesse sentido, um bom planejamento financeiro faz toda a diferença. A estruturação do negócio deve prever:

  • o capital disponível;
  • os custos e gastos do empreendimento;
  • os investimentos que podem ser feitos;
  • o quanto pode ser gasto;
  • o quanto deve ser ganho.

Tudo isso garante mais segurança para a empresa e possibilita o crescimento do negócio.

Cabe adicionar que planilhas são excelentes formas de controle de gastos e planejamento financeiro.

3. Registre todos os gastos, inclusive os menores

Outra dica importante para a startup que está entrando no mercado — e quer começar a sua gestão financeira da maneira correta — é a organização e registro de todos os gastos do negócio.

Embora alguns empresários não deem importância para essa dica, ela é muito mais relevante do que parece. Você vai observar, durante a rotina financeira, que os recursos financeiros da empresa entram e saem diariamente. Esse grande fluxo de valores precisa ser controlado, para garantir a transparência financeira e o crescimento mais seguro do negócio.

Como a rotina de trabalho em startups é muito dinâmica, preparamos algumas dicas especiais para você realizar um bom controle de gastos na sua empresa, sem perder a essência do seu negócio:

Estabeleça rotinas de movimentação e identificação de gastos

Organize o setor responsável para que ele adote uma prática padronizada de postura no controle e identificação dos gastos.

Registre todas informações

Mesmo os pequenos gastos precisam ser identificados e registrados. Muito embora eles pareçam irrelevantes sob uma primeira análise, em longo prazo — e com o aumento das demandas —, esse tipo de informação se torna fundamental no desenho de planejamentos estratégicos, financeiros e até mesmo de gestão.

Saiba analisar e utilizar as informações financeiras

O mero registro de informações e gastos não é suficiente para a gestão financeira da startup. Além disso, é necessário que o gestor tenha disponibilidade para analisar esses dados e identificar como eles podem ser utilizados em benefício da empresa e do seu objetivo comercial.

Com essas dicas, é possível mudar a rotina de controle de gastos da sua startup, adotando uma postura de controle e organização que vai trazer benefícios à empresa em curto, médio e longo prazos.

4. Separe os gastos pessoais dos gastos da empresa

Esse é um dos erros mais comuns de quem está começando a empreender, por isso vale a pena ficar atento.

Se você não separar os seus gastos pessoais dos gastos da sua startup, corre o risco de ter sérios problemas financeiros em sua empresa. Isso porque, em algum momento, você não terá condições de distinguir uma coisa da outra — o que atrapalha não só a Declaração de Imposto de Renda, como também interfere nos relatórios financeiros e no planejamento do seu negócio.

5. Dedique uma atenção extra no registro dos funcionários

No Brasil, a questão trabalhista envolver trâmites burocráticos e uma legislação bastante complexa que, não sendo atendida, pode vir a causar problemas ao empresário.

Para sua startup ficar longe de questões trabalhistas, dedique uma atenção extra ao registro e regularidade dos seus funcionários. Para isso, lembre-se de solicitar auxílio do seu contador.

Além disso, é necessário ficar por dentro das mudanças trazidas pela reforma trabalhista, que entrará em vigor nos próximos meses.

6. Procure uma assessoria especializada em contabilidade para startup

A assessoria de um contador é imprescindível para qualquer empresa. Esse profissional, antes visto apenas como uma figura responsável por receber documentos e fornecer orientações quanto ao pagamento de tributos, é hoje uma peça importante no planejamento estratégico da empresa. O motivo disso é sua capacidade de orientar e direcionar investimentos e estratégias financeiras do negócio.

Dessa forma, a contabilidade para startup é um trabalho relevante e impactante nos resultados de seu empreendimento. Muitas empresas desse tipo estão deixando de lado a atividade contábil por considerá-la um tema. Muitas empresas deixam de lado a atividade contábil por considerá-la um tema secundário. No entanto, elas acabam sofrendo os impactos da falta de preparo técnico, pagando um alto custo pela falta de controle financeiro e assessoria especializada.

Tem alguma dúvida, comentário ou experiência sobre contabilidade para startup? Deixe um comentário abaixo e compartilhe conosco!


Comentários: