Pessoa usando computador e analisando gráficos

7 dicas de contabilidade para pequenas empresas

Ter um negócio próprio é o sonho e desejo de muitos empreendedores. Pensando nisso, existem diversas exigências contábeis e fiscais para uma boa operação comercial em conformidade com as exigências legais. Nesse sentido, é preciso que o proprietário tenha sempre em mente boas dicas de contabilidade para implementar na sua empresa.

Então, vamos listar 7 dicas para que o seu negócio consiga atender todas as obrigatoriedades fiscais. Confira a leitura do artigo até o final para absorver todas essas informações de grande valor. Veja!

1. Planejamento Financeiro

Em primeiro lugar, vamos destacar que o planejamento e a organização são características indispensáveis a qualquer atividade que exercemos na nossa vida, seja no campo profissional ou pessoal. Pois bem, é esperado então que o empreendedor consiga organizar todos os processos e atividades inerentes ao seu negócio de forma bastante eficaz.

O planejamento financeiro envolve todos os aspectos tangentes à operação, principalmente os que demandam recursos financeiros do caixa da empresa. Um detalhe que merece atenção é a realização de um planejamento financeiro que englobe todo o próximo ano de atividade da empresa. Por isso, é recomendável que o empreendedor já pense em realizar esse processo no ano anterior ao que será planejado.

Faça estimativas de quanto gastará e quanto receberá, além dos recursos que serão investidos para a alavancagem do negócio. Planejar é fundamental, porém sempre acompanhar e registrar os dados constantemente é o que torna o planejamento financeiro realmente eficaz. Pense nisso!

2. Busque o enquadramento tributário correto para a sua empresa

Duas coisas devem ser observadas nesse quesito: o faturamento e a atividade realizada pela empresa. Após isso, você pode procurar orientação de um contador para verificar qual o regime tributário correto ao seu negócio. Existem 3 possibilidades: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Cada um deles possui uma alíquota específica de recolhimento de impostos.

Com a orientação adequada, por um lado, você evita o pagamento de um conjunto de tributos incorretos, que poderiam sacrificar a saúde financeira do seu empreendimento. Em contrapartida, também se evita o recolhimento de valores inferiores aos devidos, o que implicaria em sonegação de impostos. Lembre-se que a constatação de sonegação resulta em multas e problemas com a Receita Federal. Duvido que você queira isso para o seu negócio, não é mesmo?

Por isso, procure sempre contar com a orientação profissional e consultorias especializadas a fim de evitar situações prejudiciais ao seu negócio. Fique atento a isso!

3. Ofereça condições para o seu contador trabalhar bem

O contador é a peça-chave para o bom andamento e adequação do seu empreendimento às legislações. Nesse contexto, existe uma ampla gama de fatores que podem influenciar na atividade desse profissional. Como um bom prestador de serviços, os contadores necessitam ter muitas informações da sua empresa e ter um fácil acesso aos documentos fiscais.

Por isso, é fundamental oferecer uma boa estrutura e treinar os seus colaboradores para que haja uma proatividade com o seu contador. Uma relação profissional e assertiva ajuda em muito na execução do trabalho dele.

4. Adote o software correto

A tecnologia provocou uma verdadeira revolução nas companhias. O uso de softwares ERP (Enterprise Resource Planning) e CRM (Custommer Relationship Management) tornou-se quase uma regra a ser seguida. Afinal, esses programas automatizam processos que anteriormente eram executados de maneira manual, o que gera uma baixa produtividade e uma demanda considerável de colaboradores.

Por isso, é preciso contar sempre com bons softwares à disposição para realizar um gerenciamento efetivo da contabilidade da sua empresa. Nesse aspecto, investimentos e consultorias são passos fundamentais para conseguir uma maximização das funcionalidades dessas ferramentas gerenciais.

Analisar as demandas internas e necessidades da empresa com a orientação profissional pode gerar uma maior efetividade dos softwares. Imagine que a sua empresa instale um ERP que não contempla todos os processos gerenciais da empresa, além de não permitir uma customização da sua arquitetura operacional. Ou um outro caso, o software está com funcionalidades superiores às necessidades da empresa.

Em ambos os casos há um resultado negativo para o comércio. De toda forma, o programa a ser implantado precisa ser customizado de acordo com as necessidades dos clientes.

A contabilidade é algo fundamental para a sobrevivência e perpetuação de uma ideia empreendedora. Não se esqueça disso!

5. Mantenha uma rotina semanal de revisão contábil

Nas pequenas empresas, o fluxo de caixa tem um papel preponderante para a sobrevivência do negócio. Nesse sentido, é preciso ter sempre um bom relatório dos recursos que podem ser investidos e quais os pagamentos futuros.

Além disso, esse acompanhamento tem que ocorrer periodicamente e com uma alta revisão dos custos fixos e variáveis do empreendimento. É fundamental que você, empreendedor, defina com os seus colaboradores uma rotina semanal de análise dos dados contábeis. Com o uso de relatórios, amplos e que englobem todos os gastos e receitas, fica bem mais profissional e com menores chances de erros passarem despercebidos.

6. Torne a organização uma característica do negócio

Como já foi dito no tópico do Planejamento Financeiro, a organização é uma das 7 dicas de contabilidade e, também, o que separa empresas vencedoras de outras que possuem dificuldades no competitivo mercado brasileiro. Entretanto, é bastante comum que nas pequenas empresas a maioria dos processos se acumulem em uma única pessoa, que muitas vezes é o proprietário.

Por isso, é preciso ter um pensamento voltado à organização empresarial, permitindo um bom funcionamento da operação. O empreendedor deve dialogar com os outros colaboradores em busca de um planejamento dos processos e da validação de condutas para trabalhar com situações e imbróglios que podem ocorrer no dia a dia.

7. Gerencie a documentação da sua empresa

Uma pequena empresa lida com um volume alto de documentos e, por isso, é preciso sempre ter um cuidado no armazenamento e facilitar o acesso a esses papéis. Pensando nisso, a parte contábil e financeira lida com um grande número de guias, boletos e outros documentos, destacando a importância de um bom gerenciamento nesse aspecto.

Dessa forma, não deixe de garantir uma boa segurança desses dados e procure sempre arquivá-los com o máximo de eficácia.

A contabilidade é muito importante para quem quer alavancar a sua pequena empresa. Conseguiu absorver todas as nossas dicas de contabilidade? Então, tente colocá-las em prática no seu negócio. Que tal simplificar os seus serviços contábeis e contar com uma interface online para lidar com essas questões? Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe de consultores! Podemos entender as suas necessidades e ajudar você. Confira!

Autor Contsimples Fransico

Francisco Melo Jr.

Contador especializado em micro e pequenas empresas com 20 anos de experiência.
Head de Contabilidade da ContSimples, dedica seu tempo a descomplicar a contabilidade e a escalar montanhas por aí.



Comentários: